DECLARAÇÃO OFICIAL

DECLARAÇÃO OFICIAL

O Instituto Tropeiros, frente ao ato ilegítimo do dia 10 de janeiro de 2019 da posse do Poder Executivo Venezuelano, baixo o regime do senhor Nicolas Maduros Moros, para o período (2019-2025), expressa o seguinte:

Considerando que a Comunidade Internacional, diferentes Movimentos Políticos, Acadêmicos e Estudantis, Organizações não Governamentais internacionais, não reconhecem como legítimo o processo eleitoral do dia 20 de Maio de 2018, pois não contavam com: a presença de todos os atores políticos do país, a presença de observadores internacionais independentes, com as garantias de estândares internacionais para um processo eleitoral transparente, justo e livre, ergo, não se posse reconhecer os resultados da mesma, onde se apresenta como ganhador o Senhor Nicolas Maduro como presidente para o Período (2019-2025).

1. Ratificamos Pleno Apoio à Assembleia Nacional Venezuelana, elegida legitimamente no dia 06 de dezembro de 2015, como órgão constitucional democrático eleito na Venezuela.

2. Instamos ao Senhor Nicolas Maduro Moros a não assumir o cargo de presidente da República Bolivariana de Venezuela no Dia 10 de Janeiro de 2019 e a respeitar as Ações da Assembleia Nacional da Venezuela.

3. Instamos a Assembleia Nacional da Venezuela, que em vigor e respeito a Constituição da República Bolivariana da Venezuela, tome as atribuições do Poder Executivo Provisoriamente e que chame a um novo processo eleitoral presidencial respeitando os estândares internacionais para um processo eleitoral transparente, justo e livre.
4. Reafirmamos que Venezuela sofre uma total ruptura do Ordem Constitucional e do Estado De Direito Venezuelano.
5. Fazemos um Chamado ao Senhor Presidente Jair Bolsonaro, aos Países membros da Organização de Estados Americanos, às Comunidades Internacionais a reafirmar seu apoio ao povo Venezuelano através de seu desconhecimento do Regime de Nicolas Maduro e da posse ilegítima no dia 10 de janeiro de 2019, como também, a impulsionar a ativação da Carta da OEA e da Carta Democrática Interamericana, assim contribuindo com a restauração do ordem democrática em Venezuela.

Nós do Instituto Tropeiros acordamos em respaldo ao povo da Venezuela e a um de nossos membros do Conselho Acadêmico do Instituto, o Jovem Venezuelano Renzo Alexander Moreno Oberto, em desconhecer o Senhor Nicolas Maduro como presidente da Venezuela. Condenamos as Ações contra a humanidade tomada pelo Regime da Venezuela, contra seu povo, e instamos ao Presidente da Corte Internacional Penal a fazer as investigações precisas e necessárias sobre todos aqueles que se encontram ao serviço do regime da Venezuela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.